Comandante geral da PM da Paraíba faz doação de cadeiras de roda a policial militar, que ficou paraplégico no exercício de sua função.

Foto_Materia_gh

O policial militar Renilson Firmino Nobre de 49 anos, na época lotado no 3° BPM de Patos  na companhia de Princesa Isabel, ficou paraplégico após perseguir uns elementos que furaram uma barreira policial militar na cidade de Princesa, na ocasião Renilson estava em um moto da corporação, o acidente de trabalho, provocou um TRAUMA RAQUE-MEDULAR, o deixando paraplégico, tudo isso ocorreu em 2008. Certamente poucas pessoas lembram-se do caso, ou simplesmente desconhecem, já que a pessoa vitimada, era um policial militar e sobre tudo um praça (de soldado a sub-tenente). Passados quase 10 pouco ou quase nada tinham sido feito para amenizar esse sofrimento, porém, essa  inércia foi  quebrada ontem (20-09-2017), pelo o coronel Euller, que é comandante geral da policia militar PB, o oficial através do fundo de saúde da policia militar, doou as cadeiras de rodas que o PM necessitava, as duas cadeiras custavam em torno de R$ 3000 (três mil reais), para quem ganha pouco mais de  R$ 2500 (dois mil e quientos reais), onde tem que arcar com as despesas de medicamentos (sonda uretral, saco coletor de urina,medicamentos, olho girasol,almofada anti escaras inflável entre outras), alem das  despesas normais da família. Compra essas cadeiras seria algo totalmente impossível. Mas com essa ação do comandante geral, que é louvável, traz pelo menos o mínimo de dignidade para quem  não apenas serve com o sacrifício da própria vida, mas que deu a sua própria vida em prol de um Estado e de uma sociedade, que muita das vezes dão as costas ao herói vivo, embora mutilado  policial militar. A ONG – Abolição Militar, através dos seus colaboradores ira encampar uma lutar em prol do reconhecimento salarial e das promoções corretas desse guerreiro, que faz suas necessidades fisiológica ou dentro de um saco ou em uma aparadeira, não podemos esquecer que para ingressar na PM ou BM, se quer um dente furado o concursado pode ter, e porque quando ingressa na corporação o Estado quer entregar a família desse militar, em uma maca sendo que o Estado da as cortas para esse servidor. Parabéns comandantes Geral Coronel Euller, vamos agora a busca de outras conquistas para esse guerreiro.

 

A Campanha de  arrecadação de  recursos para o companheiro segue até o dia 05-10-2017, lembre que o mesmo ganha igual a um soldado e necessita de comprar medicamentos e outros materiais, inerente ao seu acidente de trabalho!

Renilson_Conta

About admin